Meditação Guiada – Estabelecendo a Mente em seu Estado Natural

As práticas de atenção plena à respiração são essenciais para desenvolvermos o relaxamento e a estabilidade da atenção, sem perdermos a clareza da mente. Podemos então utilizar essa atenção mais refinada para observarmos essa ilustre e desconhecida companheira de todos os momentos – a nossa própria mente.

O Prof Alan Wallace compara a prática de shamatha à construção de um telescópio de alta resolução, como o telescópio Hubble, que nos permitirá investigar esse espaço inexplorado que é a nossa própria mente.

A mente é o domínio de experiências não ligadas aos cinco sentidos físicos – visão, audição, tato, olfato e paladar – onde surgem os pensamentos, memórias, imagens, desejos, emoções e outros fenômenos. Em geral, nos identificamos completamente com esses conteúdos e saltamos para dentro deles, editamos histórias, tentamos resolver problemas (que na maior parte das vezes nem chegam a acontecer), confundindo-os com a realidade objetiva.

Nesta prática, nos tornamos lúcidos com respeito à nossa própria mente, tomando todos os fenômenos mentais pelo que de fato são, da forma mais passiva possível, sem nos envolvermos com eles. Assim, sem ser arrastada por cada pensamento, ou por cada emoção, ou por cada impulso que surge no espaço da mente, a consciência pode por fim repousar em seu estado natural.

https://soundcloud.com/jeanne-pilli/estabelecendo-a-mente-no-estado-natural

2 comentários sobre “Meditação Guiada – Estabelecendo a Mente em seu Estado Natural

  1. Luiz Otavio Barbosa

    Obrigado!

    1. Jeanne Pilli Autor da Postagem

      🙂